Archive for the 'Publi-cidade' Category

O poder da criatividade

Gostaria de postar aqui uma homenagem para os amigos da agência lá de Portugal: o Marcelo Melo e Bob Ferraz, pela Prata no Young Lions de Cannes. Esses caras são realmente bons

Depois de ver o vídeo campeão, fico pensando o porque temos medo de inovar e ousar? Seguindo sempre os padrões bonitinhos, e estabelecidos pelos autores campeões das aulas de redação publicitária. É ai que tenho que aprender a subverter a ordem e ser mais ousado, para que um dia, quem sabe,  não terei uma grande idéia.

Um grande profissional uma vez me disse: “Muitas vezes os caras que sentavam na primeira carteira na faculdade vai trabalhar para os caras do fundão que não tem medo de inovar”.

Anúncios

Caçadores de marcas.

Aqui no Buzz sempre falamos de campanhas publicitárias legais, dessa vez vou falar de um pessoal que me agrada em certo ponto: os Adbusters. Em adbustersportuguês Caçadores de Marcas. São uma rede entre artistas, jornalistas, estudantes, publicitários e web-designers, que questionam as estruturas de poder, de divulgação das mídias de massa. Criticam o life style contemporâneo e lutam pela ecologia mental. Contra a poluição publicitária, o consumismo desenfreado, o trabalho sem sentido no mundo contemporâneo…

Inspirados pelas idéias de McLuhan buscam através de intervenções de Culture Jamming (nome que se dá à prática de parodiar peças publicitárias,  utilizando outdoors, adulterando e alterando suas mensagens de forma drástica). Procuram, através do estranhamento causado por suas obras, levar à discussão sobre o espaço público, e a seu abuso pela publicidade.

O culture Jamming é uma grande mistura de influências. Vão desde a mistura de grafite, filosofia punk faça-você-mesmo, arte moderna e mono colagem. Hoje, na Europa e na América do Norte, tem-se discutido muito sobre a atuação dos grupos, e a ONG canadense Adbusters ganha cada vez mais membros, seja com a publicação modesta de 65.000 exemplares da revista, adbusters_midiaou pelo blog, acessado por pessoas do mundo todo. Ou ainda pela repercussão que geram nas redes sociais. Hoje eles já são temas em aulas de comunicação por todo o mundo.

Através do bom humor, criatividade e ousadia, os caçadores procuram conscientizar a sociedade sobre os caminhos do consumo. E buscam, acima de tudo, desenvolver uma nova cultura de mídia, cujo coração e alma não sejam comerciais.

Vídeo de um Culture Jammer em ação:

E vale se informar  mais também:

Entrevista com Allan MacDonalds da Revista ADbusters

Assalto à mídia

O lado negro da web

Este post inspirado em um vídeo, enviado via por Twetter pela Ariane Dias.

Quando eu crescer, quero ser… PUBLICITÁRIO!

Uma grande homenagem aos meus queridos companheiros de classe, de trabalho e de blog:

When I grow up, I wanna be rich…a

Ôôô lá em casa

Gente, a Bom Bril esta com uma promoção muito boa chamada logo bombrilÔ lá em casa. Com início em 10 de Maio, terá um sorteio de 10 casas em Agosto e, o melhor, você escolhe um dos maraaas – Rodrigo Hilbert, Rodrigo Lombardi, Malvino Salvador ou Cauã Reymond – pra entregar pessoalmente! Hehehe

A ação apresenta várias fomas de interação com a consumidora. No site oficial, além de ter os vídeos dos 4 pedindo o seu voto (para o mais bonitão), tem também:

1º – Ações mobile: O artista te liga para pedir seu voto, é só inserir seu número na própria página.

2º – Disposição do telefone ‘dele’ para você ligar.

3º – Fotos exclusivas e wallpapers personalizados…

garotoes

… além do making of da campanha…

Confiram, é muito boa! O engraçado é que esses depoimentos são ‘cantadas’. Bem originais e espontâneas, tem até tapinha na cabeça, destacando os pontos fortes dos artistas sempre associado com as características da Bom Bril…
Por enquanto Rodrigo Hilbert esta na frente, mas nada como o meu ‘Raj’,‘ vai…

Você faz xixi no banho?

logo

Vejam só, a ONG SOS Mata Atlântica, juntamente com a agência F/Nazca, criaram uma campanha chamada Xixi No Banho. Sim, isso mesmo. A proposta tem como principal objetivo mobilizar as pessoas para a preservação do meio ambiente e consequentemente a redução do consumo de água.

A campanha foi colocada no ar na semana retrasada, para chamar a atenção da sociedade de uma maneira mais simples e divertida. No hotsite você é capaz de obter dicas para economizar água, dados interessantes como: uma descarga evitada por dia, resulta na economia de 4.380 litros de água xixipotável por ano!

Ou mais ainda, que somente na região sudeste do país são usados 360 litros, sendo que 80% são só no banheiro! (…) dentre outras infos. O mais engraçado é que de cara somos pegos de surpresa com a pergunta: Você faz xixi no banho?

E de acordo com a campanha, fazer xixi no banho é bom e não faz mal algum – devida composição dele ser de 95% de água e só 5% de outras substâncias…

Agora vale o esforço de cada um 😉

Bexigas e sexo

Em um mundo travado como o nosso (sim, ele está melhorando… ás vezes me pergunto se para o bom ou mau sentido, mas enfim…) é difícil comunicar determinados assuntos, principalmente relacionado a sexo.

Navegando pela internet afora, me deparei com uma campanha pra lá de inusitada e achei que valia sim um post. A campanha é do Museu de Sexo de Nova York, primeiro inaugurado em 2002, especialmente para tal tema e com exposições históricas e diferenciadas. Sua futura exposição chama-se:  “Explorando o prazer do sexo oral”, e para promover o evento foi criada a campanha abaixo.


Bexigas foram distribuídascom uma arte simples de um homem de frente e de costas nos lados da bexiga. E quando as pessoas enchiam o balão, se deparavam com a mensagem convite para a exposição. Genial! É um puta exemplo de como é fundamental saber chamar atenção de seu público de maneira criativa e inusitada.

Fonte: Comunicadores

Por causa da Maionese

tomaladacaEntão, como a gente sempre fala de publicidade aqui no blog, resolvi colocar uma ação de merchandising muito legal que eu vi na TV. Daí que a gente sabe que “merchan” legal é quase impossível. É, também achava isso.Mas o pessoal do Toma lá Da Cá, da rede Globo, causou e o “Merchan” para a Maionese Hellmans ficou bem legal.

Segundo o Wikipedia, merchandising é uma ferramenta de Marketing, formada pelo conjunto de técnicas responsáveis pela informação e apresentação destacada dos produtos no ponto-de-venda, de maneira tal que acelere sua rotatividade.

Aqui no Brasil o termo é usado equivocadamente, servindo para denominar a inserção de propaganda em obras de áudio e vídeo, de maneira a mesclar a divulgação do produto à trama. Para esta prática o termo correto seria “Tie-In.”

E a comédia da trupe do Miguel fez a lição de casa e misturou a Ação de marketing a tal ponto que virou até o nome do episódio. Veja aí um trechinho do episódio: Por causa da Maionese.

E você, o que achou?


Del.icio.us

Categorias

Arquivos por meses