Posts Tagged 'ferry corsten'

Dando um rolê pelo Myspace

myspace1

Myspace aqui no Brasil não é muito usado, porque conhecido, até que é. Mas não é tão simples quanto parece, então não ficar explicando com as minhas palavras, e vou usar a de alguém que registrou as suas no wikipedia.

Myspace é um serviço de rede social que utiliza a Internet para comunicação online através de uma rede interativa de fotos, blogs e perfis de usuário. Foi criada em 2003. É a maior rede social do Estados Unidos e do mundo com mais de 110 milhões de usuários. Inclui um sistema interno de e-mail, fóruns e grupos. MySpace é um site muito ativo, com novos membros entrando no serviço diariamente e novos recursos adicionados com freqüência. A crescente popularidade do site, e sua habilidade de hospedar MP3s, fez com que muitas bandas e músicos se registrassem, algumas vezes fazendo de suas páginas de perfil seu site oficial.

Entederam, né? É mais ou menos como as mais comuns, Orkut e facebook, porém completamente diferente. E, realmente, como dito no wikipedia, o legal mesmo é que lá dá pra colocas as mp3s e você pode ficar ouvindo o som das bandas, cantores, cantoras, e principalmente (pra mim) os djs.

E tenho reparado, aqui no blog, que a galera até se interessa, mas num tá muito ligada. Então vou dar uma explicada nos principais estilos (agora sim com as minhas palavras) e passar uns links de djs renomados.

House: É aquele som mais calminho, que quase sempre tem uma voz, e você consegue notar claramente as diferentes batidas da música.  Eu ia indicar o gui boratto, maaaas como eu já fiz um post só pra ele, vou indicar outro né. Kaskade, escutei na Pachá no começo do ano, na festa pós-MOB, e é realmente bom.

Electro: Veio do electro-house, e hoje já é um segmento da música eletrônica. As batidas são marcantes e mais pesadas que o house, junto com retorções e contorções de sons repetidos, que formam um ritmo bem agitado. Eu curto pra caramba, mas ainda não é meu preferido. Eu não vejo motivos pra não citar outro dj se não o Mason, porque com o perdão da expressão, mas PQP que som é esse? Escutei ele no Sensation (que aliás, eu devo um post aqui pro buzz!), foi o ultimo dj, e por mais que eu estivesse cansadissimo, eu fui lá pra frente pra “escutar melhor”!!!

Trance: Longe de ser o famoso psy (que incrivelmente eu já gostei, e hoje é muito difícil eu escutar), o trance é um som muito bom, porque é cheio de composições melódicas no meio, que lembram as batidinhas calmas do house, e depois chega aquele som mais agitado que ninguém fica parado. E é nessa categoria que estão grandes djs como Tiesto e Armin Van Burren, ambos vem sendo considerados os melhores do mundo há 3 anos. Maaas, eu ainda fico com o Ferry Corsten que tocou no Sensation também. Som demais, muito bem feito, com variedade e criatividade nas composições.

Techno: Agooora sim falou minha lingua. E viu, techno não é qualquer música eletrônica, ou toda música que toca na jovem pam, por favor! Techno é um som onde ‘tudo pode acontecer’. É bastante experimental, e difícil de explicar, só ouvindo mesmo pra perceber a variedade de sons. E claro que é meu estilo predileto, tenho uns 3gbs só de techno aqui no meu computador, dentre muitos djs, o melhor pra mim é o POPOF.

Espero que curtam tanto o Myspace em sí, quanto os perfis dos djs que eu passei! Se quiserem ver se o dj preferido, ou a banda, sei lá, de vocês, é só fazer uma busca lá na home do Myspace , e é quase certeza que tem, hoje em dia ninguém que ficar de fora, porque é uma ótima forma de ter um contato controlado e bem próximo do público.

Skol Sensation, você vai?

sensation1A primeira edição – a que ninguém foi – de uma festa caríssima, com alguns dos maiores nomes da musica eletrônica internacional e brasileira, e você, vai?

Pra mim essa festa vem pra derrubar muitas outras e crescer o ramo de festas eletrônicas diferentes das raves populares, que por ser bem mais baratas não selecionam bem o público. Se você quiser ir na pista mesmo, desembolse 180 reais e leve mais pra bebida. Caso queira ir de camarote, tem duas opções: o normal, que é open bar, e custa 320 reais, e a opção que eu considero como o melhor custo x benefício; Ou você paga um misero barão pra ter um esquenta na Daslu, ser levado de Limusine para a festa, e chegar lá ainda tem um espaço completamente VIP com tudo open bar. É, bem chato assim mesmo.

Os conceitos da festa que fazem muito a diferença: Todo mundo tem que ir de branco, o que deixar o ambiente muito mais sofisticado, o dj fica no centro da galera, então tem vários ‘fundos’ e ‘frentes’ pra você escolher, e não só lado esquerdo ou direito. E a festa acontece o tempo todo a noite.

O line-up conta nada mais nada menos que o rei do trance (que não é psy, por favor!) Ferry Corsten, e pai de uma linda baladeirinha, vide este vídeo. Fedde La Grand que recrutou muitos fãs com Put your hands for Detroit. Ele que já foi residente do Ministry of Sound, Mark Knight. Mason, que é muito famoso no Brasil pela música Exceeder, lembram-se? Nem é tão velha assim. O renomadíssimo brasileiro Gui Boratto, que tem seu som marcado com batidas lentas, progressivas e muito inspiradoras. Além de Megamix, com shows de luzes e pirotécnicos. E Ericke, grande nome holandês do house.

A escolha dos djs foi ótima por não entrar nenhum nome que chame aquelas caras tortas e feias que ninguém quer ver por na noite. Pra mim poderia entrar outros grandes nomes também, mas ai seria mais caro ainda, e a festa teria que ter mais tempo. E nada como ter outras grandes opções para outras edições.

Agora fica pra você decidir. A festa vai rolar no pavilhão Anhembi dia 04/04 às 23h. Cheguem cedo, porque a primeira atração é Gui Boratto, e lembrem-se que em eventos da Skol estudantes pagam meia entrada.

Atualização 04/04 : Comprei meu convite! E a Bruna e Dani do blog tb vão!


Del.icio.us

Categorias

Arquivos por meses