Posts Tagged 'facebook'

‘Link’ torna-se o canal de tecnologia do Estadão

linkOntem, dia 02 de junho, o Estadão colocou no ar e substituiu sua antiga página de tecnologia pelo link .  O canal publicará notícias sobre o mundo digital com tudo o que existe na área de comportamento dos usuários, cultura digital e tendências do meio.

Além de conferir as notícias em primeira mão através de textos, vídeos, aúdios e infográficos, o Link oferecerá maior interatividade para os usuários. Estará nas principais redes sociais como Orkut, Limão, Facebook,  My Space, Twitter, You Tube e Flickr.

Na chamada web 2.0 o internauta também poderá comentar e avaliar as notícias publicadas em sites como Delicious e o Facebook.

Essa é mais uma tentativa de muitas que virão do Estadão para cada vez mais diversificar o conteúdo do portal.

Acredito que a credibilidade do jornal ajudará nessa tentativa de ser uma fonte rica de informações para nós, e para os leigos que querem saber cada vez mais do mundo online.

Anúncios

As redes sociais são úteis ou perda de tempo?

mtv-debate

Ontem no auge do meu zapping pela tv na madrugada, cai no MTV Debate, que sempre é muito interessante, e ontem tava especialmente legal com o tema de mídias sociais e seu uso.

As usual, vários perfis estavam presentes, duas pessoas contra mídias sociais, um psicologa especializada nelas, e três pessoas que usufruem bastante. Sempre há um enrolação em debates desse assunto, pois há inúmeros fatores bons, quanto ruins.

Downloads de músicas pela internet, livre opinião e velocidade de informação. Tudo isso tem seu ponto bom e ruim, que você pode ver na íntegra aqui. (De novo, não tem como colocar aqui, porque está hospedado no UOL, se alguém souber como, por favor, falaí).

A conclusão do programa é bem legal: As mídias sociais são meios, e não fins. Você pode conversar, escrever, teclar, olhar. É mais uma ferramenta pra completar nossas experiências. E elas se tornam ruins a partir do momento que você começa a excluir a vida offline. Não se socializa a não ser pelo MSN, e escreve internetês mas erra no português.

Também indico esse programas: A mídia impressa vai acabar?, Você concorda com a reforma ortográfica?, A política de drogas do Brasil é eficiente?.

Agregue-se!

netvibes

Aqui está a primeira das 4 dicas que darei para você se organizar melhor no dia-a-dia. Se você é daqueles que usam milhares de janelas abertas com Messenger, Twitter, Facebook, etc, aqui está a dica para você começar agregar tudo isso em uma única ferramenta. Afinal, a vida é corrida e além de estar conectado a estas ferramentas, ainda tem notícias para ler.

O primeiro e talvez mais popular agregador que você precisa conhecer é o Netvibes. Trata-se de um projeto francês e ficou muito popular em pouco tempo. Ele permite que você tenha uma única página de browser diversos módulos com conteúdo “importado”. RSS, Flickr, Twitter, e-mails, notícias, enfim, numa única página o conteúdo resumido de diversas telas do browser. Ele permite também que você tenha diversos tabs para separar assuntos, além de possibilitar que você compartilhe seu “resumo de feeds” com outros usuários.

Você pode pensar que é mais um google reader, mas não é. Netvibes possibilita que você importe mais do que apenas feeds de RSS. Widgets com calculadora, previsão do tempo, etc, fazem com que o Netvibes seja uma ótima opção para se transformar na sua página inicial.

Fonte: Revista Meio Digital

Buytter? What the hell?

buytterDepois de ver muitos twitteiros falando desse tal Buytter, fiquei curiosos e  fui ver do que se trata, pelo nome já sabia que seria algo de comprar né. E, nenhuma surpresa, você compra o perfil de alguém. Bem comum em outras mídias sociais, como o Facebook.

Conforme a pessoa for sendo comprada, ganhar valor e dinheiro, e pode aumentar seu preço, pra ter cada vez mais cash e poder. Quando você se cadastra, seu preço é 200$, eu já ganha 1000$ pra comprar algumas pessoas. Tem um pessoa bem caro já, olhaí:

E isso só acontece se você tiver se cadastrado no site, fizer um mkt pra te comprarem e etc. Bem simples, bem rápido e bem besta. Tudo é simbólico, o valor e o dinheiro, como qualquer modinha de poder da internet.

Quem é um usuário normal topbuytterdo twitter, pode usar para passar o tempo. Mas acho que se perfis de empresas entrarem nessa com algum tipo de ação estratégica, pode ser legal.

Fiz meu cadastro, podem me ‘comprar’ aqui. Mas aposto que vai ser mais uma que eu entro, não me empologo e volto raramente. Ah, e meu perfil no twitter, para vocês me seguirem. Se quiserem, é claro 😉


Del.icio.us

Categorias

Arquivos por meses